Pacientes e Acompanhantes

Fumantes

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável no mundo. A OMS estima que um terço da população mundial adulta, isto é, 1 bilhão e 200 milhões de pessoas, sejam fumantes. Entre várias doenças cardiorrespiratórias e cerebrovasculares, o cigarro aumenta o risco de câncer de 10 a 20 vezes mais do que para não fumantes.

 

O Hospital Dona Helena, preocupado com a sua saúde de forma geral e de acordo com a Lei Estadual nº 7.592, de 13 de junho de 1989, desenvolve uma política de controle ao tabagismo que tem por objetivo: restringir o uso de produtos fumígenos nas dependências do hospital, esclarecer sobre os malefícios do fumo e contribuir para práticas de saúde, visando melhora na qualidade de vida de todos os indivíduos que estejam em nossas dependências (pacientes, acompanhantes, familiares, prestadores de serviços, visitantes etc.), de forma permanente ou temporária. Esse atendimento é realizado pela psicóloga ou assistente social da instituição que tem por objetivo o acolhimento e a orientação dos pacientes internados que também recebem folder educativo durante a abordagem.

 

O Hospital Dona Helena também promove educação a seus colaboradores por meio de ações como palestras e campanhas de orientações na Semana Interna de Prevenção de Acidentes (Sipat), Dia Mundial sem Tabaco, Dia de Combate ao Câncer, assim como na integração de novos funcionários à instituição.

Certificações
Afiliações