Endometriose tem tratamento

endometriose

A endometriose é uma patologia caracterizada pela presença de tecido endometrial de caráter benigno fora da cavidade uterina. Ocorre principalmente na cavidade pélvica, peritônio e ovários. Estima-se que o número de mulheres com endometriose seja de mais de 70 milhões no mundo. Em países industrializados, é uma das principais causas de hospitalização ginecológica.

Em média, de 50% a 70% das mulheres com a doença, têm infertilidade e cerca de 40% das mulheres com infertilidade têm endometriose. A endometriose pode levar à infertilidade por vários mecanismos diferentes: alterações nas trompas (obstruções), ovulações imperfeitas, piora na qualidade dos óvulos, presença de substâncias inflamatórias na pelve que dificultam a fecundação do óvulo e dificuldade da implantação do embrião no útero.

Sintomas

Algumas pacientes portadoras de endometriose são assintomáticas, no entanto, a maioria apresenta sintomas como dismenorreia (dor uterina), dor pélvica crônica, irregularidade menstrual, infertilidade, dispareunia (dor durante a relação sexual) e alterações intestinais durante o período menstrual.

Diagnóstico

A endometriose é uma doença de diagnóstico especializado. Para sua comprovação, é necessária uma avaliação ginecológica e a realização de exames de imagem.

Tratamento

O tratamento da infertilidade associado à endometriose depende de algumas variáveis, como idade da paciente, tempo de infertilidade e grau de severidade da doença. Nas pacientes com desejo de gravidez, não é possível a realização de tratamento clínico para bloqueio da endometriose, pois há interrupção da ovulação. Sendo assim, a cirurgia pode representar uma opção eficaz.

Na cirurgia, preferencialmente videolaparoscópica, há retirada das lesões e das aderências que permitem uma melhora da qualidade de vida com diminuição ou extinção da dor e possível retorno à fertilidade, aumentando as chances de gestação espontânea em grande parte das mulheres.

Armando Pereira (CRM 7037), ginecologista, integrante do corpo clínico do Hospital Dona Helena

Você já conhece o Núcleo de Atendimento Integrado à Mulher (NAIM)? Acesse a página e conheça o núcleo, incluindo exames e consultas oferecidos.



4 respostas para “Endometriose tem tratamento”

  1. Eliane dos santos disse:

    Fiz um tratamento com o DR°Armando excelente profissional indico muitas mulhemulheres com ele.
    Parabéns ao hospital Dona Helena por ter um excelente profissional no hospital cuidando das mulheres sofredora.
    Fico muita grata e hoje estou muito feliz por não senti mais dor.
    Quer o agradecer ao DR°Armando pelo seu grande carinhos,respeito

  2. Hospital Dona Helena disse:

    Olá, Eliane!
    Agradecemos pela sua confiança e pelo elogio. Ficamos contentes com a sua melhora!
    Desejamos muita saúde pra você e pra sua família!

  3. Débora Evelyn disse:

    Boa Tarde,
    Muito interessante essa matéria. Na minha família materna, muitas mulheres tiveram endometriose, inclusive minha Mãe e por falta de comprometimento de outros profissionais, ela acabou fazendo a retirada do útero. Acredito que se ela tivesse recebido uma informação valiosa como essa, não teria feito a retirada do útero.
    Aproveito para agradecer pelo profissionalismo, carisma e paciência que o Dr. Armando teve comigo, a três meses atrás tive meu bebê de parto normal e só tenho que agradecer. Hospital Dona Helena tem um grande profissional. Amei ter meu bebê nesse hospital e essa super equipe médica.
    Obrigada por tudo.

    • Hospital Dona Helena disse:

      Débora, agradecemos pela sua confiança no nosso trabalho e pelo elogio. É uma pena que sua mãe não tenha feito o tratamento adequado pra evitar o procedimento cirúrgico, mas agora você já pode ajudar a conscientizar outras pessoas.

      Ficamos contentes que seu bebê tenha nascido aqui no Dona Helena e desejamos muita saúde pra você e toda a sua família!

Deixe uma resposta

Certificações
  • Certificado NBR ISO 9001
  • Joint Comission International Quality Approval
Afiliações
  • Anahp