Técnicas minimamente invasivas auxiliam no tratamento da coluna vertebral

tratamento_coluna_vertebral

Os avanços das técnicas cirúrgicas para a coluna vertebral são extraordinários, pois proporcionam resultados iguais ou superiores aos alcançados nas cirurgias tradicionais. Isso vem aumentando o interesse no conhecimento dessa opção de tratamento para os cirurgiões, pesquisadores, profissionais da área da saúde, pacientes, entre outros.

A cirurgia minimamente invasiva é uma opção de tratamento para as patologias da coluna vertebral. Quando comparada à cirurgia aberta tradicional, o procedimento minimamente invasivo alia o conhecimento da anatomia com a aplicação de tecnologia moderna e instrumentos cirúrgicos específicos. Por meio da técnica, é possível realizar procedimentos com menor dano às partes moles, com manuseio restrito apenas à área doente, menor sangramento, reduzido tempo operatório, menor incisão cirúrgica e recuperação pós-operatória mais rápida e com menos dor.

Os procedimentos minimamente invasivos utilizam recursos tecnológicos e é comum o uso de aparelhos eletrônicos, mas exigem uma elevada e constante especialização por parte do profissional especialista. Além disso, para que os melhores resultados sejam alcançados, é necessário que os procedimentos sejam corretamente indicados e realizados, devendo o paciente ser orientado sobre as limitações de cada processo cirúrgico.

Entre as enfermidades da coluna que podem ser tratadas com tais técnicas estão a lombalgia, cervicalgia, hérnia discal, doenças degenerativas, fraturas, infecções, tumores e deformidades. Os procedimentos podem envolver infiltrações guiadas por fluoroscopia, que consistem na aplicação de anestésicos e anti-inflamatórios em articulações intervertebrais ou nervos, para o tratamento de dor neuropática, hérnias discais e doenças degenerativas; terapias por radiofrequência, com a emissão de sinais elétricos de alta frequência que eliminam os nervos das articulações da coluna que causam dor; entre outros.

Prevenção

Para evitar problemas na coluna vertebral, pratique exercícios com frequência, sempre orientados por profissionais capacitados. Fique atento à postura, que trazem vícios e podem gerar dores musculares. Ao identificar uma dor persistente, procure um especialista, tire dúvidas e faça o tratamento correto para contribuir para sua saúde.

Rodrigo Lauffer, ortopedista, integrante do corpo clínico do Hospital Dona Helena, de Joinville/SC.



Deixe uma resposta

Certificações
  • Certificado NBR ISO 9001
  • Joint Comission International Quality Approval
Afiliações
  • Anahp