image chatbot

Blog
Gente do Dona

Gratidão imensa pela vitória

O técnico mecânico Didier Schweder, 38 anos, viveu tempos particularmente áridos no início de março, quando a pandemia estava por completar seu primeiro ano. Ele, o filho Davi, 6 anos, e a esposa Francine tiveram a confirmação dos diagnósticos de Covid-19. O caso de Francine se agravou. Menos de uma semana depois do teste, foi internada e intubada. Semanas de incertezas e preocupações, com o desafio de conciliar o dia a dia no trabalho e em casa, levar o menino para a escola, enfrentar as tristezas, não perder a confiança. Francine ficou 25 dias internada, 18 dos quais intubada. Sua alta, simbolicamente, foi no Domingo de Páscoa. O depoimento de Didier é cheio de emoção: “Somos muito gratos à equipe do Dona Helena. Vencemos a Covid graças à dedicação dos médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, copeiras, Pró-Humano e demais setores . Muita gratidão a Deus por nos permitir passar por tudo isso, nos dando a recuperação da vida”.

Antes e depois, a família do técnico mecânico procurou adaptar a rotina doméstica aos protocolos do combate à pandemia. “Muito cuidado, desde o momento em que chegamos em casa, com a limpeza dos calçados em um recipiente com água e sabão, a higienização com álcool dos alimentos e demais compras, roupas sujas já ficam na lavanderia. Diminuiu o convívio social, evitando ao máximo as saídas”. Também no trabalho, precisou rever algumas situações, com atenção redobrada aos itens de segurança. O aperto de mão substituído pelo “soquinho”. Álcool gel, máscara, distanciamento. “O maior impacto ocorreu na área da refrigeração com os terceiros. Tivemos que criar rotinas diárias para a manutenção preventiva, visando atender os setores de Covid, como a realização da limpeza e troca do filtro de ar condicionado diariamente em algumas áreas, comenta Didier”.

Didier frisa ainda a gratidão como principal saldo dessa experiência: “Tivemos apoio da família e dos amigos, pessoas do nosso convívio e até outras que não conhecemos estiveram em oração pedindo a Deus pela vida da Francine. Amigos sempre passando mensagens positivas, conversando pessoalmente ou por ligações. Com a alta da Francine, foram feitas adaptações na casa dos pais dela, para melhor atendê-la. Osmar e Leonita, meus sogros, nos receberam para atender a o processo de reabilitação, levando-a para as consultas, terapias, fisioterapias. Agradecimento aos meus sogros, cunhados e irmãos, pelo apoio, companhia, palavras de conforto, acolhimento nestes dias difíceis”.

Diretor Técnico: Dr. Bráulio Cesar da Rocha Barbosa - CRM 3379